Faltando quatro dias para o fim da campanha de vacinação, todos os grupos prioritários para receber a vacina contra a gripe em Curitiba atingiram a meta, estabelecida em 80% pelo Ministério da Saúde. As gestantes foram as últimas a atingir a meta: no balanço da última sexta-feira (03), as grávidas chegaram a 80,10% de cobertura. No geral, 345.170 pessoas receberam a dose, o que representa uma cobertura de 92,58% da população alvo.

De acordo com o diretor de Centro de Epidemiologia da Secretaria Municipal da Saúde, Moacir Pires Ramos, os curitibanos tiveram uma ótima participação na campanha, principalmente as mães que tiveram filhos há menos de 45 dias (116,83% de cobertura – passando de 100% em função de atendimento a mulheres de outros municípios) e os idosos (94,55%) – grupos que responderam mais rapidamente à convocação. “O resultado até agora é excelente. Conseguimos atingir todas as metas e é provável que até o final desta semana tenhamos índices próximos de 100% de cobertura”, avaliou. Entre as crianças com idade entre seis meses e dois anos, o índice de cobertura chegou a 86,33%.

O Ministério da Saúde enviou 460 mil doses para Curitiba e o objetivo é vacinar pelo menos 380 mil pessoas na cidade. “Fizemos um esforço concentrado para facilitar o acesso da população à vacina. Além das unidades básicas de saúde, montamos equipes móveis em vários pontos da cidade, como supermercados, lojas, shoppings e parques, durante os finais de semana, para garantir o maior número possível de pessoas imunizadas”, comentou Ramos.

Fazem parte dos grupos prioritários para receber a vacinas mulheres que foram mães há menos de 45 dias, pessoas com mais de 60 anos, grávidas, crianças com menos de 2 anos, portadores de doenças crônicas, profissionais de saúde, indígenas e pessoas privadas de liberdade. Aqueles que ainda não tomaram a vacina podem receber a dose em qualquer uma das 109 unidades de saúde de Curitiba até sexta-feira (10).