Bruno Henrique – Banda B
Caminhonete destruiu a bomba de um posto de combustível

Um acidente no cruzamento das ruas Vicente Machado com Coronel Dulcídio, no Bigorrilho, em Curitiba, por pouco não provocou uma grande explosão na manhã desta quinta-feira (14). Uma caminhonete Toyota e um Honda Civic bateram após um dos veículos avançar o sinal. Com o impacto, a caminhonete perdeu o controle, invadiu um posto que fica na esquina do cruzamento, e arrancou uma das bombas de combustível. A trava automática a prova de impactos existente nas bombas impediu que ocorresse vazamento de etanol ou gasolina.

O acidente aconteceu às 6h30 e o barulho acordou toda a vizinhança. A caminhonete vinha pela rua Vicente Machado e o Honda seguia pela Coronel Dulcídio. A Toyota era conduzida por um professor universitário e, por ironia do destino, a motorista do Honda Civic era uma ex-aluna dele. “Por incrível que pareça, a motorista do Honda foi minha aluna há 10 anos e hoje é casada com um dos meus melhores amigos”, disse o professor, que não quis se identificar. Ao ser questionado sobre quem teria avançado o sinal, ele preferiu desconversar: “Ninguém estava errado. Está tudo tranqüilo porque ninguém se feriu”, completou.

O professor contou que tudo foi muito rápido e o acionamento do air bag acabou fazendo com que ele perdesse o controle do veículo e invadisse o posto. “O carro bateu e o air bag acionou. Fiquei sem reação”, disse o motorista.

Enquanto um dos envolvidos no acidente parecia tranqüilo, assustado mesmo estava o frentista Elieser do Carmo. “Minha única reação foi sair correndo com medo de explosão. Foi um susto muito grande”, contou o funcionário.

Policiais do Batalhão de Trânsito (Bptran) foram acionados para registrar o acidente. O posto foi fechado, mas o trânsito não chegou a ficar interrompido.