Por Luiz Henrique de Oliveira e Geovane Barreiro

Um grave acidente na BR-376, no km 674, no trecho da obra sobre a ponte do Rio Pirizal, matou um funcionário da Autopista Litoral Sul, na manhã desta quarta-feira (13), em Guaratuba, Litoral do Paraná. Em oito dias, é o segundo acidente com morte no mesmo trecho envolvendo trabalhadores da concessionária.

De acordo com o agente Marinho, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu por volta das 8h30, na pista sentido Santa Catarina, quando o motorista de um caminhão carregado de batatas perdeu o controle e invadiu o local em que os funcionários trabalhavam. Duas máquinas foram atingidas e, em uma delas, estava a vítima fatal.

“O caminhoneiro ficou preso às ferragens e o estado de saúde dele é considerado grave. O caminhão tombou logo em seguida ao acidente. Não há marcas de frenagem, porque provavelmente o veículo ficou sem freios”, contou o agente Marinho.

A pista sentido Sul está bloqueada. Por volta das 9h30, a fila era de mais de 15 km.

A Autopista Litoral Sul enviou nota à imprensa sobre o caso:

A Autopista Litoral Sul informa que hoje, 13/8, às 8h28, houve um acidente na BR 376, km 674,8 da pista Sul, na obra de reforço e alargamento sobre a ponte do Rio Pirizal. Um caminhão, desgovernado, carregado de batatas, invadiu a sinalização da obra e colidiu contra  duas retroescavadeiras. O funcionário da empresa Rompressores, de 24 anos, morador de Joinville, que prestava serviços para a Autopista Litoral Sul, não resistiu aos ferimentos e faleceu no local. O caminhoneiro também se feriu e foi atendido pelas equipes da Autopista Litoral Sul. A Polícia Civil irá apurar as causas do acidente. A Litoral Sul lamenta o ocorrido e reforça que presta todo o atendimento necessário à família do funcionário.

Segundo caso

Na terça da semana passada, no mesmo trecho de obras, aconteceu outra fatalidade. Um caminhão guindaste caiu no rio e um operador morreu na hora. (Relembre abaixo)

Notícia Relacionada:

Guindaste cai em rio durante obra em ponte e um funcionário morre, diz PRF