Durante a primeira reunião de 2013 da Câmara Técnica de Acessibilidade, nesta segunda-feira (8), a secretária da Pessoa com Deficiência, Mirella Prosdocimo, reafirmou o objetivo do grupo, que é implementar políticas públicas de inclusão da pessoa com deficiência, tanto na acessibilidade, quanto na prestação de serviços.

“Vamos nos pautar no que diz a Convenção da ONU sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, no que diz respeito à acessibilidade”, disse Mirella. A Convenção foi incorporada à legislação brasileira em 2008, com equivalência de Emenda Constitucional.

Durante a reunião, foram avaliadas propostas como a implantação de equipe multidisciplinar e criação de grupos de trabalho. Todos os integrantes da Câmara Técnica receberam um exemplar da Convenção da ONU sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência e cadernos de trabalho com os temas “O agir e a atitude diante de uma pessoa com deficiência” e o “Guia de Atendimento à pessoa com deficiência”, editados pelo programa Amigo Curitibano, da Fundação de Ação Social.

A Câmara Técnica é um instrumento que a Prefeitura possui para tratar as questões de acessibilidade de forma intersetorial, para elaboração da política municipal de acessibilidade. Fazem parte da Câmara de Acessibilidade, as secretarias municipais da Pessoa com Deficiência, Governo, Educação, Saúde, Obras Públicas, Urbanismo e Meio Ambiente, o Ippuc – Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano, Urbs – Urbanização de Curitiba S/A e FAS – Fundação de Ação Social. Cada área é representada por um técnico titular e um suplente.

Todos os órgãos trabalham diretamente em projetos de melhoria da acessibilidade em Curitiba e, entre as atividades realizadas pela Câmara Técnica destacam fiscalizações, correções de projetos, visitas técnicas, apresentação de vídeos com relação às questões de acessibilidade, entre outras.