Um suposto assédio moral na agência do HSBC na Cidade Industrial de Curitiba (CIC) fez com que, na manhã desta quarta-feira (30), os bancários da agência do Palácio Avenida, na Rua XV de Novembro, parassem o atendimento em protesto. A agência na CIC está fechada desde a última segunda-feira (28). Todos os clientes estão sendo orientados a procurar outas agências.O centro administrativo da instituição, na região central, também está parado.

Divulgação
Protesto em frente à agência na CIC completa três dias

Segundo o Sindicato dos Bancários de Curitiba e região o objetivo é conseguir uma solução efetiva para as recorrentes denúncias de assédio moral e violência organizacional praticados naquele local de trabalho.

Ainda de acordo com o sindicato, “o HSBC está adotando uma postura intransigente: em vez de solucionar um problema já conhecido – o banco foi informado várias vezes das denúncias e já foram realizadas reuniões específicas sobre assédio moral na agência –, tem procurado dificultar a ação sindical. Segundo relatos, os funcionários estão sendo pressionados a trabalhar fora do horário, além da jornada e em outros locais”.

Nota do HSBC

O HSBC, por meio de nota, afirmou que respeita o direito democrático de manifestação, mas não comenta publicamente as reivindicações dos funcionários.