Por Felipe Ribeiro e Bruno Henrique

A babá suspeita de envolvimento no desaparecimento do menino João Rafael Kovalski foi encontrada pelo Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas (Sicride) da Polícia Civil e deve ser ouvida nos próximos dias.De acordo com a delegada Iara Laurek Dechiche, em entrevista à Banda B nesta terça-feira (5), o inquérito policial já consta com mais de 3 mil páginas e 100 pessoas ouvidas.

joaorafael

Foto: Arquivo Familiar

“A babá foi localizada no interior de São Paulo e deve ser ouvida assim que possível. Desde que o Sicride foi criado em 1995, já são mais de 1000 casos investigados e apenas 25 não solucionados, incluindo o João Rafael”, comentou.

Na semana passada, a mãe Lorena Cristina Conceição disse à reportagem da Banda B que a ex-babá que sempre a ajudou a cuidar do João, mas que ela havia sumido há alguns meses. “Sobre o envolvimento, só posso dizer que pode ser que sim. No dia do desaparecimento ela não estava com ele, mas desde pequeno ela me ajudou a cuidar e o conhecia muito bem”, comentou.

João Rafael desapareceu no dia 24 de agosto de 2013. Ele morava em Adrianópolis, na região metropolitana de Curitiba, e foi visto pela última vez em uma chácara do município enquanto brincava próximo a um rio. Um boné foi encontrado a cerca de 300 metros da casa do menino alguns dias após o desaparecimento, mas familiares descartaram que o objeto fosse dele. Desde o desaparecimento, várias hipóteses foram levantadas, até mesmo que ele poderia estar na Holanda.

O nome da ex-babá não foi divulgado, já que o envolvimento ainda é uma suspeita.

Notícia Relacionada:

Polícia investiga envolvimento de ex-babá em desaparecimento de João Rafael