Da Redação com informações da Folha de São Paulo

A aeronave caiu em Santos na manhã desta quarta-feira (13) e matou o candidato à Presidência Eduardo Campos (PSB) já havia apresentado problemas no dia 16 de junho durante decolagem no Aeroporto Governador José Richa, em Londrina, no norte do Paraná.

A informação foi confirmada pelo líder do PSB na Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Wilson Quinteiro, à reportagem da Folha de São Paulo. Segundo ele, houve um problema na ignição da aeronave modelo Cessna 560XL, prefixo PR-AFA.

Eduardo Campos e Marina Silva visitaram Londrina no dia 16 de junho para compromissos pré-campanha eleitoral. Os dois se reuniram com políticos locais. O problema fez com que Campos e Marina fossem de carro para Maringá, onde os dois participaram de um evento na Associação Comercial da cidade.

Para ler a reportagem completa, clique aqui.