Da Alep

Os deputados Nelson Luersen (PDT) e Douglas Fabrício (MD) foram escolhidos presidente e relator, durante reunião dos membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Pedágios, realizada no início da tarde desta quarta-feira (10), na Assembleia Legislativa. Os nove membros da comissão escolheram, por meio de voto aberto, os deputados ocupantes dos cargos. Luersen foi o único a se candidatar à vaga de presidente, enquanto Fabrício venceu por seis votos o deputado Péricles de Mello (PT), que também pleiteava a posição de relator na CPI, mas ficou com três votos.

Já na próxima segunda-feira (15) os integrantes da comissão farão a primeira reunião de trabalho, a partir das 10 horas, na Sala das Comissões. O cronograma de atividades deverá ser estabelecido pelos parlamentares. “Esperamos a participação efetiva de todos os membros, além das entidades e instituições representativas para discutir esta questão do pedágio. Vamos fazer com muita transparência. Será um trabalho sério, queremos respostas para muitas questões acerca dos pedágios. Agradeço a confiança dos colegas deputados. Esta é uma missão de muita responsabilidade”, disse Luersen.

O vice-presidente é o deputado Adelino Ribeiro (PSL). E o relator-adjunto é o deputado Wilson Quinteiro (PSB). Na opinião do relator, o processo será totalmente transparente. Fabrício destacou que o acompanhamento pela sociedade e da imprensa será fundamental. “Queremos um trabalho sério e transparente nesta CPI. Porque a população espera uma resposta. E este será o encaminhamento que daremos aqui”, ressaltou.

O presidente do Poder Legislativo, deputado Valdir Rossoni (PSDB), afirmou que durante o período de recesso parlamentar, que inicia no dia 17 de julho, os deputados terão também mais tranquilidade para se dedicar ao trabalho da CPI. “Os partidos indicam os membros. Com a indicação e a escolha exclusivamente do presidente e do relator pelos membros da comissão, nós daremos todas as condições para o andamento desta CPI. E com o recesso parlamentar fica até mais fácil, uma vez que não haverá sessões plenárias”.

Os membros da CPI são Nereu Moura e Artagão Júnior, do PMDB; Alceu Maron e Bernardo Carli foram indicados pelo PSDB. Já pelo PT, o titular é o deputado Péricles de Mello. O PDT indicou o parlamentar Nelson Luersen. A vaga do bloco PSB/PSC/PRB será ocupada pelo deputado Wilson Quinteiro. O bloco PP/PV/PTB/PSL indicou o deputado Adelino Ribeiro. E o deputado Douglas Fabrício é o titular do MD.