Por Marina Sequinel e Marco Piza

Estudantes do Colégio Estadual Teotônio Vilela, na Vila Augusta, Cidade Industrial de Curitiba (CIC), reclamam da falta de livros didáticos desde o começo do ano letivo. Segundo os pais dos alunos, o problema afeta diretamente o desempenho deles em sala de aula.

“As férias estão aí já por causa da Copa do Mundo e nós não vimos nenhum livro até agora. No começo, a escola afirmou que não tinha para todo mundo e, até agora, a situação não foi resolvida”, reclamou Cátia Silva, mãe de uma aluna da 7ª série do colégio, em entrevista nesta quinta-feira (29).

De acordo com ela, a filha adora estudar, mas devido a falta de livros, as notas dela estão baixas nesse semestre. “E não é só com ela que isso está acontecendo. É o cúmulo, porque ela chega em casa com o caderno cheio de folhas em branco, dizendo que, como não tem nenhum suporte, não consegue copiar tanto conteúdo do quadro antes de o sinal bater”, relatou Cátia. Nos anos anteriores, segundo ela, a menina usava livros usados por outros estudantes. “O que aconteceu com eles? Eles sumiram? Nós queremos uma resposta”, completou.

Em nota, a Secretaria da Educação do Paraná (Seed) informou que a entrega dos livros é responsabilidade do Ministério da Educação (MEC),  que os manda diretamente para as escolas. A Seed afirmou que  já noticiou oficialmente ao MEC a necessidade de mandar mais livros.