estadao_conteudo_cor-1

Manifestação neste domingo em Brasília foca nas ações do Judiciário e pede a aceleração do caso Renan Calheiros. Os manifestantes concentram os protestos em apoio ao juiz Sérgio Moro e as medidas contra a corrupção, além de pedir a saída imediata de Renan.

A manifestação ocorre de forma tranquila, por enquanto. Os manifestantes estão reunidos em frente ao Congresso Nacional e a Polícia Militar do Distrito Federal estima que estejam presentes no máximo 1 mil pessoas.

A maioria das faixas pede a saída do presidente do Senado. Um carro de som puxa palavras de ordem afirmando que o movimento não é de direita contra a esquerda, mas da nação contra a corrupção. “Vamos bater palmas para a Polícia Federal”, “Sérgio Moro é intocável” e “Lava Jato patrimônio nacional” são outras palavras de ordem. Eles também afirmam que o pacote anticorrupção será aprovado no Congresso e que a população está vigiando os deputados e senadores.

A PM estava preparada para receber 20 mil pessoas, mas pondera que a adesão está menor do que a esperada. Em manifestações anteriores, nesse mesmo horário, já havia participação superior

Segundo o capitão Michello Bueno, chefe da comunicação da PM, foram montadas barreiras de revista para recolher objetos que possam ser usados como armas, como mastros de bandeiras e pedras

Após as manifestações da semana anterior, que resultaram em quebra-quebra, a Polícia reforçou o policiamento com 1.700 agentes, batalhão de choque e cavalaria. A PM também está preparada para evitar conflitos com grupos opositores de esquerda.