Um grupo de 200 torcedores do Atlético-PR apedrejou um ônibus ligeirinho que estava sendo escoltado pela Guarda Municipal com os torcedores do Coritiba, no final da manhã deste domingo (5), em Curitiba. O atentado aconteceu na estação-tubo Água Verde, na rua Getúlio Vargas. Dois guardas municipais ficaram feridos e foram socorridos. Ninguém foi preso.

Cerca de 80 torcedores do Coritiba se reuniram no Terminal do Caiuá para serem escoltados até o estádio Couto Pereira, no Alto do Glória. De lá, eles também seriam escoltados até a Vila Olímpica, no bairro Boqueirão. No entanto, antes mesmo da chegada ao Couto, o ônibus foi interceptado pela torcida adversária, por volta das 11h50.

O supervisor da Guarda Municipal, Marcos Martins,em entrevista à Banda B disse que a ação foi rápida. “Eles já estavam de campana aguardando os torcedores. Foi lançado pedras e foguetes em direção ao coletivo. Os guardas tiveram de usar disparo não letal para conseguir controlar a situação”, descreveu o supervisor. Um guarda teve um corte na perna e foi medicado no local. O outro foi encaminhado ao Centro de Urgências Médicas da Cidade Industrial com a mão ferida por causa de uma pedra.

Mais viaturas da Guarda Municipal foram acionadas, mas os torcedores conseguiram fugir.