Por Elizangela Jubanski e Danaê Bubalo

susposto-assalto

Rapaz foi morto com três tiros e nada dele foi levado. Foto: DB/Banda B

Um atirador anunciou um assalto na noite desta quarta-feira (3) e executou um jovem na frente da família em uma área rural de Araucária, na região metropolitana de Curitiba. A vítima que ainda não foi identificada oficialmente foi atingida por três disparos de arma de fogo na cabeça e nada foi levado. A polícia acredita que o crime seja mesmo uma execução e descarta o latrocínio, roubo seguido de morte.

A mulher da vítima estava na casa da vizinha, junto com a sogra, a mãe e o irmão dela, quando ouviu os gritos: “É um assalto. Mão na cabeça e deita no chão”, teria dito o atirador. O fato aconteceu na Estrada do Botiatuva, por volta das 20 horas.

Após efetuar três tiros contra a cabeça da vítima, o homem fugiu do local. A vizinha foi atingida por estilhaços, mas sem gravidade. “O cara saiu sem rumo, foi bem rápido. Que susto porque eu estava com meu bebê no colo. Ele gritou dizendo que era assalto e atirou só nele”, relatou a testemunha.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima era usuária de drogas, e embora o atirador tenha anunciado o assalto, nada foi levado. A polícia não acredita na hipótese de latrocínio. O corpo dele foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba e a Delegacia de Araucária investiga o caso.