Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento

sindimocdentro(Foto: Antônio Nascimento – Banda B)

Cobradores de estações tubos da região Sul de Curitiba realizaram uma manifestação no início da manhã desta quarta-feira (29), pedindo por mais segurança. Eles alegam que só em 2014 foram 691 assaltos e mais de R$ 86 mil de prejuízo, além da situação de tensão vivida pelos trabalhadores. As catracas da estação-tubo Vila São Pedro, na Rua Primeiro de Maio, no bairro Xaxim, foram liberadas na manhã de hoje.

A manifestação contou com o apoio do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região Metropolitana (SINDIMOC). Para o vice-presidente, Dino César, alguma medida urgente precisa ser tomada. “Só no mês de setembro foram 105 assaltos, sendo que 22 só aqui na estação Vila São Pedro. Esperamos que o governador reeleito aumente o policiamento, porque aqui na Região Sul a situação é de extrema tensão”, descreveu.

estacaodentroEstação tubo teve a catraca liberada (Foto: AN – Banda B)

Um cobrador que participava da manifestação, e não quis se identificar, também reclamou nos microfones da Banda B. “Eles chegam aqui armados com facas, ás vezes em grupo, e não temos o que fazer, porque se reagirmos corremos sérios riscos. É uma situação muito difícil, uma profissão perigo. Vamos torcer e acreditar que vai melhorar”, lamentou.

A manifestação durou cerca de duas horas e, caso não haja nenhuma medida de segurança, outras devem acontecer nos próximos dias.

Resposta Prefeitura

A Prefeitura de Curitiba informou que a Guarda Municipal verificará a situação nestas estações e aumentará os patrulhamentos. A URBS também disse que uma medida para diminuir o número de assaltos e levar os usuários ao uso do cartão transporte. Com a última campanha feita, aumentou de 53% para 56% o uso do cartão.

Nota Setransp

O Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp) informa que, devido aos constantes assaltos à estação tubo São Pedro, no Xaxim, já havia protocolado uma solicitação, junto à Guarda Municipal (GM), para aumentar a segurança no local. Além disso, representantes do Setransp e da empresa CCD se reuniram com o supervisor da GM, no dia 14 de outubro de 2014, para reforçar o pedido de ações de segurança. A empresa relatou dificuldade em encontrar colaboradores que queiram trabalhar nessa estação tubo, tal é o grau de insegurança. Mais uma vez, o Setransp aproveita a oportunidade para pedir aos responsáveis pela segurança pública que tomem medidas para proteger nossos colaboradores e a população, além de preservar o patrimônio público e privado.