da Rede Sul Notícias

Após nove horas de negociação, terminou no início da noite deste domingo (7) a rebelião que seguia desde 10h da manhã na Cadeia Pública de Guarapuava. Inicialmente, os presos pediam a transferência de 40 presos. Durante conversa com o delegado Alysson de Souza, um advogado e uma promotora, o número foi reduzido para 10, que serão transferidos para Curitiba. Todos os detentos que saírão de Guarapuava não são residentes da cidade.

De acordo com informações da polícia, os três agentes penitenciários que eram mantidos reféns já foram libertados e os presos que se rebelaram já entragaram os estoques de armas artesanais que mantinham escondidos.

Policiais civis devem começar agora a contagem de presos para reorganizar as celas. Os socorristas que chegaram no local no final da tarde devem permanecer até o final da organização para alguma possível eventualidade.

A REBELIÃO

O início do motim foi dado por presos da Ala B, que renderam membros da carceragem na hora que era feita a entrega de marmitas para o almoço. Além de questões relacioandas à superlotação, os presos também pediam melhorias alimentares.

A cobertura completa da rebelião você encontra no site da Rede Sul Notícias