Da Redação

A paralisação de três horas realizada pelos metalúrgicos da Case New Holland (CNH) na ultima quarta-feira (07), em assembleia liderada pelo Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba (SMC) refletiu positivamente nesta sexta-feira (10), segundo o sindicato. A direção da empresa, situada na Cidade Industrial de Curitiba (CIC) informou o SMC na mesa de negociação que vai cancelar as 17 demissões arbitrárias realizadas no inicio desta semana e outras que seriam efetuadas em breve.

Com isso a possibilidade de greve, sinalizada no prazo de 48h dado na quarta-feira está descartada. A informação foi repassada agora de manhã pelo SMC em assembleia na porta de fábrica.

(Foto: Divulgação)

A empresa se comprometeu a partir da próxima semana em analisar juntamente com o Sindicato o motivo de cada uma das demissões. Isto porque trabalhadores com bom rendimento e alguns com problemas de saúde estavam na lista de demissões. Também estavam nesta listagem metalúrgicos com deficiência.  Além deste comprometimento também foi firmado o dialogo com a entidade sindical antes de efetuar qualquer tipo de demissão.

“Seria muita injustiça demitir trabalhadores que seguraram a barra durante 2015 e 2016 ao reduzir salários e empregos. Além de que estas demissões contrastam justamente em um período de produção em alta e horas extras constantes. É bom lembrar que a nossa luta não para por aqui. O Sindicato vai estar em alerta para qualquer tipo de retaliação”, analisa o presidente do SMC, Sérgio Butka.

A CNH emprega cerca de 1.700 trabalhadores e fabrica tratores e colheitadeiras, com foco no mercado nacional e Mercosul.