Da Redação com Bancários de Curitiba

O oitavo dia de paralisação nacional, nesta terça-feira (13), teve um aumento no número de agências fechadas, de acordo com o Sindicato dos Bancários. De acordo com o sindicato, a paralisação afeta 255 agências bancárias e mais 11 centros administrativos.

Com a estimativa de adesão 12,9 mil bancários, 70% da categoria está paralisada. Em Curitiba e região trabalham 18.525 bancários (dados do Caged de agosto/2015), distribuídos em 539 agências e centros administrativos.

greve banco1

(Foto: Divulgação)

Além da região central de Curitiba, a mobilização avançou em mais cidades da região metropolitana: Campo Largo, Balsa Nova, Lapa, Rio Branco do Sul, Itaperuçu, Fazenda Rio Grande e parte de São José dos Pinhais. O Sindicato tem notícias que em agências do Banco do Brasil e da Caixa da base o atendimento só é feito via caixas eletrônicos.

Greve no Paraná

De acordo com apuração da Fetec-CUT-PR, 644 agências bancárias estão paralisadas nas bases de Apucarana, Arapoti, Campo Mourão, Cornélio Procópio, Curitiba, Guarapuava, Londrina, Paranavaí, Toledo e Umuarama, com aproximadamente 17,9 mil bancários de braços cruzados. Essas bases representam 80% da categoria no Estado. Em todo o Paraná a categoria é formada por 31.514 trabalhadores (Caged/ago2015), distribuídos por 1.592 agências (BC/set2015).
Confira algumas reivindicações

Assembleia informativa

Sem sinalização por parte dos banqueiros de retomada das negociações, nesta terça-feira, a partir das 17 horas, o Sindicato convoca todos os trabalhadores de sua base para uma assembleia de mobilização, de caráter organizativo e informativo. Participe!