Da Redação com Extra

Uma adolescente de 14 anos matou o pai, de 34, com um tiro de espingarda e alegou ter sido estuprada por ele. O crime aconteceu na zona rural de Tarauacá, no Acre e, de acordo com a Polícia Militar, a menina está muito abalada com a situação. O disparo foi feito na última terça-feira (9) e ela já passa por acompanhamento psicológico.

Foto: Divulgação PM-AC

Em entrevista ao Extra, o presidente do Conselho Tutelar da região, José Carlos Bezerra, disse que a adolescente está muito abalada, mas não chorou. “Em depoimento, ela disse que faria (o crime) de novo porque já vinha sendo abusada pelo pai há vários. Ela disse que isso (os abusos) poderia acontecer a qualquer momento (caso o pai estivesse vivo)”, contou.

O crime aconteceu por volta das 23h. Os pais da adolescente estariam bebendo quando, por volta de 23h, a mãe teria ido dormir, momento em que o pai pegou uma faca e a obrigou a manter relações sexuais com ele. Entre as ameaças, o pai ainda teria dito que se a menor não cedesse, ele mataria todos da família.

A mãe acordou e iniciou uma luta com o companheiro. Nesse momento, a adolescente pegou uma espingarda e atirou contra o pai. O caso segue sendo investigado pela Delegacia de Tarauacá.

Leia a matéria completa clicando aqui.