Os servidores do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) decidiram manter a greve iniciada no dia 5 de abril, pelo menos até a próxima quarta-feira (17). A decisão foi tomada em assembleia realizada na noite desta quinta-feira (11).

Os servidores decidiram manter a paralisação apesar da determinação do Tribunal de Justiça, que considerou o movimento ilegal. A Justiça determinou o fim do movimento e a aplicação de multa diária de R$ 10 mil em caso de descumprimento.

O Sindicato dos Servidores do Detran do Paraná (SISDEP), em nota divulgada no site da entidade, divulgou “decidiu acatar a determinação judicial constatada na ação civil nº 1032380-1, instituída pelo relator Desembargador Leonel Cunha. Porém os servidores do Detran-PR decidiram por unanimidade permanecer em greve até o dia 17 de abril de 2013, aguardando a reunião entre a Diretoria do SISDEP e a Diretoria do Detran-PR a ser realizada no dia 17 (dezessete) de abril de 2013 às 11 horas”, informa a nota.

Enquanto isso, o atendimento nas unidades do Detran em todo o estado segue lento e, no interior alguns serviços essenciais, como a liberação de veículos apreendidos, exames práticos para a 1ª Carteira Nacional de Habilitação (CNH) que vencem em 30 dias, e a renovação de CNH vencida há mais de 30 dias, estão suspensos.