A idosa Clara Romanoski, de 75 anos, que teve o braço arrancado por um pitbull na tarde de ontem, não poderá ter o membro reimplantado, de acordo com informações da assessoria do Hospital Evangélico. Segundo o hospital, ela continua internada na UTI e, apesar de seu estado ser considerado estável, por conta da sua idade ela ainda inspira cuidados, não tem previsão de alta.

Clara estava tentando salvar um cãozinho, da raça pinscher, que havia escapado do terreno em que o cachorro feroz estava, no bairro Pinheirinho, em Curitiba. Ela passou por uma cirurgia para reconstituição das veias do braço amputado pelo cão e respira com a ajuda de aparelhos.

Uma amiga da idosa disse conhecer ela como Dona Clara. A testemunha afirmou à Banda B que a vítima é uma pessoa que adora animais. “Conheço ela há 29 anos. Uma pessoa querida e que adora animais. Um cãozinho saiu do terreno, ela foi colocar ele de novo e o pitbull que estava lá a atacou”, descreveu.

A dona do cachorro chegou ao local e bastante nervosa não conseguiu gravar entrevista. Ela disse aos policiais que seu pitbull convivia com os dois filhos dela, de 4 e 6 anos, e era dócil. A polícia acredita que o cão agiu no instinto de defender seu território.