Por Marina Sequinel e Flávia Barros

O estado de saúde do sargento Wellington de Matos, do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) é gravíssimo e continua instável, segundo informações de colegas e familiares. Ele está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Evangélico, desde que levou um tiro na perna durante um confronto na noite desta terça-feira (9). O caso aconteceu em Itaperuçu, na região metropolitana de Curitiba.

pm-wellington

(Foto: Divulgação/Facebook)

A situação do sargento é considerada grave, já que o disparo atingiu a veia femoral – vaso sanguíneo da região do fêmur que, se for danificada, pode levar à morte. Os médicos trabalham para estancar a hemorragia na área. Diante desse quadro, amigos e familiares se mobilizaram para doar sangue para Wellington.

“O estado do sargento é gravíssimo, mas ele é um guerreiro e está lutando. Para Deus, nada é impossível. Muitas pessoas se deslocaram para fazer doação de sangue e o Hemepar já nos relatou que não tem condições de atender a demanda. Eles estão pedindo para que os doadores vão até lá nos próximos dias. Nós queremos transmitir os nossos agradecimentos pelo carinho e respeito ao policial”, disse o coronel Hudson, colega de Wellington, em entrevista à Banda B.

As doações de sangue, para Wellington e também outros pacientes, podem ser feitas no Hemepar e no Hemobanco:

Hemepar
Endereço: Travessa João Prosdócimo, 145 – Alto da XV, Curitiba
Tel: (41) 3281-4000
Horário – 2ª a 6ª feira – 7h30 às 18h30
Sábados – 8h00 às 18h00

Hemobanco

Endereço: R. Cap. Souza Franco, 290 – Bigorrilho, Curitiba 
Telefone: (41) 3023-5545

O caso

O confronto aconteceu no Jardim Itaú. Segundo informações da polícia, o Bope estava em uma operação na região quando foi surpreendido por um grupo armado. O tiro que atingiu o policial foi à queima roupa e ele caiu na hora. O suspeito de ter atirado também foi baleado, mas não resistiu e morreu na hora.  Os familiares dele estavam indignados com a atitude dos policiais.

Notícia relacionada

http://www.bandab.com.br/jornalismo/em-confronto-jovem-atira-contra-policial-do-bope-e-familiares-se-revoltam-com-morte-do-suspeito/