Por Marina Sequinel e Danaê Bubalo

(Fotos: Adriane Rauscher e Danaê Bubalo –  Banda B)

Dezenas de pessoas se reuniram na manhã deste sábado (15) para pedir justiça no caso de Deumar Zem, de 37 anos, motociclista que ficou gravemente ferido após ser atingido por um motorista embriagado. O caso aconteceu na noite da última quarta-feira (12) no bairro Santa Felicidade, em Curitiba.

O protesto começou por volta das 11h de hoje na Rua Alberto Krause, em Almirante Tamandaré, na região metropolitana de Curitiba. Em seguida, os participantes se dirigiram até a Avenida Manoel Ribas, no bairro onde o acidente aconteceu. O motorista da caminhonete Hilux, de 54 anos, se recusou, na ocasião, a fazer o teste do bafômetro por orientação do advogado. No entanto, policiais encontraram latinhas de cerveja dentro do veículo.

“Eu estou muito revoltado com tudo isso. Eu e a minha família não conseguimos nem dormir direito, de ver o meu irmão entubado daquele jeito, correndo risco de morrer a qualquer instante. Por isso decidimos fazer essa manifestação”, explicou o irmão da vítima, Sérgio Zem, em entrevista à Banda B.

Segundo ele, o motorista da caminhonete é dono de uma loja em Santa Felicidade, motivo pelo qual os manifestantes foram até o bairro. “Nós queremos ficar na fachada do local e cobrar a responsabilidade do acidente. Quando esse tipo de coisa acontece, as pessoas precisam parar e acudir a vítima, ser humilde, ajudar. Não foi o que aconteceu nesse caso, em que o homem chegou a tirar sarro da situação”, completou ele.

Deumar segue internado em estado gravíssimo na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital do Trabalhador.

Justiça

Outro irmão da vítima, Roberto Zem, declarou que a única coisa que eles querem é justiça. “Algumas pessoas nos disseram que o causador do acidente estava dirigindo ontem à noite  e hoje pela manhã, mesmo com a carteira de habilitação suspensa. Além disso, no dia da tragédia, o juiz declarou fiança de seis salários mínimos, mas, meia hora depois, ele já saía da delegacia tranquilamente. Em nenhum momento esse homem ligou para a família perguntando se precisávamos de alguma ajuda”, desabafou.

A mãe de Deumar, Senhorinha da Luz, acredita que, se a justiça dos homens não for feita, só lhe resta ter fé em Deus. Após criar oito filhos sozinha, ela está indignada com o acidente. “Eu cheguei a trabalhar em quatro lugares diferentes em um dia para sustentar os meus filhos. Dói muito ver o Deumar do jeito que ele está, naquela cama de hospital. Mas eu acredito que Deus vai fazer justiça”, falou.

O acidente

O acidente aconteceu por volta das 23 horas no cruzamento da Avenida Fredolin Wolf com a Rua Alcides Darcanchy. Segundo informações de uma testemunha, o motorista da Hilux, com placas de Curitiba, seguia pela Fredolin, pista sentido Parque Tingui, quando virou à esquerda sem acionar o pisca. Nesse momento, ele atingiu o motociclista, que vinha na pista sentido Santa Felicidade.

Notícia relacionada

Motorista embriagado atinge motociclista gravemente e não faz bafômetro mesmo com cerveja no carro