Por Felipe Ribeiro e Marco Piza

“Travessuras ou gostosuras”. A clássica opção que crianças impõem para comemorar o Halloween, principalmente nos Estados Unidos, foi levada para a prática na manhã desta sexta-feira (31) em uma escola estadual de Itaperuçu, na região metropolitana de Curitiba. Com o objetivo de comemorar o Dia das Bruxas, a Escola Estadual Bacharel Antonio Alves promoveu uma festa pedagógica para os alunos, mas uma brincadeira de criança acabou com a festa antes da hora.

De acordo com a diretora Rosângela Araújo, tudo ocorria na perfeita ordem até um estudante acionar um extintor de incêndio e provocar uma correria na instituição de ensino. “Pelo que nos contaram, as crianças estavam dançando quando uma música que falava de bombeiros ocasionou a travessura, mas tudo ficou bem”, disse.

Segundo a diretora, algumas crianças chegaram a inalar o pó do extintor, mas logo acionaram o posto de saúde que fica localizado ao lado. “Imediatamente pesquisamos se esse pó poderia ser tóxico, como não era, percebemos que tudo estava bem. Pedir o apoio médico foi apenas uma precaução por causa da fumaça”, concluiu.

Na cidade, chegou a se espalhar o boato de que duas meninas teriam ficado em estado mais grave, o que não foi confirmado pela escola.