Da Redação

DEBATE FORA

Foto: Geovane Barreiro – Banda B

18.05 – BLOCO 01 – RADIO DEBATE – MORADORES DE RUA

18.05 – BLOCO 02 – RADIO DEBATE – MORADORES DE RUA

18.05 – BLOCO 03 – RADIO DEBATE – MORADORES DE RUA

O que leva uma pessoa a deixar o seio familiar e viver nas ruas? Falta de opção ou simplesmente uma escolha? Quem são estas pessoas? De onde são? Afinal, qual é o número de moradores de rua na Grande Curitiba e como estancar este problema social? O Banda B Rádio Debate deste domingo (18) recebeu nos estúdios pessoas que estão na linha frente tentando mudar a realidade daqueles que são consideráveis invisíveis aos olhos da sociedade. (Ouça os três blocos do programa acima)

De acordo com a Fundação de Ação Social de Curitiba, a cidade possui oficialmente ao menos 2,7 mil moradores de rua, o que coloca a capital paranaense com o maior número proporcional de moradores de rua do país.

Entre as frases que foram destaque das autoridades presentes: “Em algum momento da vida eles foram levados a isso, mas temos que buscar apoio para que eles possam ser ajudados”; “Os motivos são vários para se morar na rua e cada indivíduo tem uma forma de ser trabalhada”.

Participaram do programa o assessor técnico da presidência da Fundação de Ação Social de Curitiba (FAS), Antônio Carlos Rocha; o idealizador do projeto social Kmuflados, Eduardo França Xavier; a diretora do departamento de proteção social da Secretaria de Assistência Social e Especial da Prefeitura de Pinhais; e a psicóloga social e gerente de alta complexidade da Secretaria de Assistência Social e Especial da Prefeitura de Pinhais, Solange Leite.

O programa é apresentado pelo jornalista Adilson Arantes, tem a produção de Geovane Barreiro e reportagens de Luiz Henrique de Oliveira e Elizangela Jubanski.

Quem quiser dar sugestões de temas pode enviar email para: jornalismo@radiobandab.com.br.