Por Marina Sequinel e Luiz Henrique de Oliveira

“Vocês ajudaram um anjo, que tem uma linda vontade de viver. Eu nem sei como agradecê-los. Tenho certeza que Deus vai dar muito mais a todos”, disse Jacline Mendonça, irmã do pequeno Cosme Matheus, de quatro anos, ao ver o resultado da vaquinha virtual que já arrecadou R$ 3.715. O objetivo é comprar uma cadeira de rodas especial para o menino, que sofre de hidrocefalia e paralisia cerebral.

CosmeCom apenas quatro anos, Cosme já enfrenta a hidrocefalia e paralisia cerebral. (Foto: Arquivo Pessoal)

“No começo, nós nos assustamos com a quantidade, já que tínhamos como meta conseguir o dinheiro até o Natal. Foi muito rápido, o presente veio antes graças a todas as pessoas de bom coração que ajudaram”, completou ela, em entrevista à Banda B na tarde desta quinta-feira (30). A vaquinha foi criada no último dia 22 por uma amiga dela, Thayane Machado, e ganhou visibilidade depois que a reportagem divulgou a causa nesta terça (28).

Na ocasião, o valor arrecadado era de R$ 150. Em dois dias, o montante aumentou para R$ 3.715, com R$ 2.205 a confirmar. O objetivo inicial era de R$ 4 mil, preço da cadeira que ele precisa com urgência. “Hoje eu sou casada e moro sozinha, mas, sempre que posso, ajudo a minha mãe a cuidar do Cosme. Ela vive em uma situação muito crítica, depois que meu pai a abandonou, e não pode trabalhar, já que precisa ficar com o meu irmão em casa quando ele não está na APAE. Às vezes, ela trabalha como diarista, mas não chega a ganhar nem um salário mínimo. Foi bem difícil quando descobrimos os probleminhas dele. O médico logo falou que, como os ossos dele estão atrofiando rápido, a cadeira era essencial”, explicou ela. Cosme e a mãe vive com outros irmãos na cidade de Palmeira, nos Campos Gerais.

Ouça parte da emocionante entrevista de Jacline

[jwplayer mediaid=”121899″]

A ideia inicial era fazer um bazar, mas a amiga deu a ideia de fazer a vaquinha. “Ela é uma pessoa incrível. Muito, muito obrigada a ela e a todos. Vocês não têm noção da criança maravilhosa que ajudaram. Eu nunca vou esquecer a vez em que ele estava internado, todo entubado, cheio de canos, e, quando a gente chegou, Cosme deu um sorriso lindo e parece que esqueceu todas as dores”, disse Jacline, bastante emocionada.

Segundo ela, o dinheiro que sobrar vai ser utilizado para comprar mais mantimentos para o irmãozinho. “A minha mãe já falou que vai adquirir também uma banheira especial para ele. Nós vamos aproveitar e realizar o bazar também, para ajudá-lo ainda mais. Ele vai continuar bem feliz”, concluiu.

Para contribuir com a causa, clique aqui.

Notícia relacionada

Internauta cria ‘vaquinha virtual’ para ajudar menino que precisa de cadeira de rodas adaptada