Por Marina Sequinel e Danaê Bubalo

(Fotos: Colaboração/Banda B)

Os moradores de Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba, estão preocupados com a cor escura da água que sai das torneiras das casas há pelo menos uma semana. Segundo eles, o problema foi registrado na Rua Amazilio Lavall, no Jardim Florestal, e em outros bairros da cidade, como o Botiatuva, Popular Nova e a Vila Bancária.

agua-campo-largo5

(Foto: Colaboração/Banda B)

“Faz dias que nós temos que lidar com essa água escura que vem das ruas. Ontem a coisa estava bem feia, ela estava com uma aparência bem suja e um gosto esquisito”, disse o morador Lucas Holubenko em entrevista à Banda B nesta terça-feira (13).

De acordo com ele, a população já entrou em contato com a Sanepar, mas, até agora, nada foi feito para solucionar o caso. “Eles dizem que vão mandar técnicos para avaliar a situação, mas não fazem nada. É muito revoltante”, completou Lucas.

Sobre os relatos, a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) informou que uma equipe já está trabalhando no problema há mais de uma semana. Segundo a empresa, a coloração faz parte de uma ação provisória de limpeza, que não afeta a qualidade da água. Confira abaixo a nota da Sanepar:

As obras de ampliação no abastecimento do município de Campo Largo estão causando esta coloração que nada mais é a adição de produtos necessários para manter a qualidade da água.

A Sanepar está utilizando Dióxido de cloro e Ortopolifosfato. O primeiro produto é para evitar a formação de algas e o segundo evita que sujeiras incrustadas nas redes possam se soltar e chegar aos usuários. A cor faz parte do processo, mas em nada afeta a qualidade da água fornecida pela Sanepar, respeitando todos os parâmetros internacionais de consumo humano.

Esta ação é preventiva e fundamental para que a água continue segura e com qualidade garantida pela empresa. A ação é provisória e necessária.