Por Marina Sequinel e Luiz Henrique de Oliveira

aeroporto-afonso-pena-060514-bandab

As obras em andamento fazem parte da segunda etapa do projeto, que deve ser concluída em março de 2016. (Foto: Banda B)

O Aeroporto Internacional Afonso Pena, localizado na Grande Curitiba, já está pronto para receber o fluxo adicional de passageiros para a Copa do Mundo. Com a estrutura renovada, o local terá duas novas pontes de embarque, cabines que levam as pessoas do aeroporto para a aeronave e vice-e-versa, além de acesso exclusivo para as seleções que vão jogar na capital durante o evento.

afonso-pena-060514-bandab

Área interna já está pronta para a Copa do Mundo. (Foto: Divulgação/ Infraero)

Segundo um dos diretores responsáveis pelo projeto, Edenilson Rossi, essa é apenas uma parte das obras, que devem estar 100% concluídas em março de 2016. “No total, o projeto contém 66 mil m² de construção e mais 10 mil m² de reforma. O que já foi finalizado, no prazo certo, é a reforma, com a viabilidade de mais duas pontes de embarque, somada às oito já existentes. Na segunda parte da obra, chegaremos a ter 16 dessas estruturas”, explicou Rossi à Banda B em entrevista nesta terça-feira (6).

Ele relembrou que os recursos utilizados para a realização das obras provêm do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal. “Não há ligação direta entre a construção e a Copa ou as Olimpíadas. A ideia é melhorar a estrutura do aeroporto para esses eventos, mas também para os passageiros daqui”, completou Rossi. Com a conclusão das obras, o número de pessoas que circulam pelo local anualmente vai saltar de 7,9 para 10,4 milhões.

“Por enquanto, toda a parte para receber os visitantes da Copa está pronta, com desembarque exclusivo para as seleções que vão jogar em Curitiba. O que nos resta agora é completar os outros 70% das obras, com uma construção completamente nova, bom acabamento, nos possibilitando dobrar a capacidade física do aeroporto”, concluiu o diretor.