Redação com SAC

afonso pena1

Aeroporto Afonso Pena foi o melhor colocado na pesquisa SAC – Foto: Infraero

O aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, foi apontado com o melhor do país em pesquisa da Secretaria de Aviação Civil (SAC), feita entre os meses de abril e junho de 2014,  e divulgada nesta quarta-feira (6). O Aeroporto Internacional de Curitiba liderou o ranking com 4,1 pontos e Guarulhos ficou em último lugar, com 3,09. A média nacional no trimestre ficou em 3,82. Os aeroportos de Congonhas (SP) , Porto Alegre (RS) , Galeão (RJ) e Brasília (DF) subiram três colocações em relação ao segundo trimestre de 2013.

A pesquisa ouviu 15.856 pessoas e avaliou quesitos relacionados a acesso, check in, migração, infraestrutura e aduana. Os procedimentos de embarque, emigração, segurança, informação e cordialidade dos funcionários estão entre os quesitos mais bem avaliados pelos entrevistados. O custo da alimentação, do estacionamento e de produtos comerciais e a qualidade do wifi foram os principais alvos de crítica por parte dos passageiros.

“Essa pesquisa reflete o que os passageiros vivem quando se deslocam de avião pelo país. Com esses dados, podemos exigir que cada aeroporto trace um plano de gestão para melhorar os quesitos mais criticados pela população. Já fizemos isso com o aeroporto de Manaus. Percebemos, por meio dessa pesquisa, que as filas da Receita Federal estavam acima do razoável. Nos reunimos com eles e o problema foi resolvido. A ideia é sempre prestar um serviço digno à população”, explicou o ministro-chefe da Aviação Civil, Moreira Franco.

O aeroporto de Brasília passou da 11ª para a 8ª colocação no ranking após ter inaugurado dois piers de embarque e desembarque e reformado o terminal de passageiros. O valor dos itens comerciais e o conforto no embarque foram os pontos fortes do aeroporto, segundo os passageiros. Congonhas, Porto Alegre e Galeão também receberam avaliações melhores em relação ao ano passado. Congonhas ganhou novos guichês de check in e novo layout da sala de embarque; em Porto Alegre, o Terminal 1 foi reformado e o pátio e as pistas de táxi foram ampliados; e, no Galeão, os terminais 1 e 2 foram reformados. As obras, feitas pela Infraero, somaram cerca de R$ 500 milhões.

Apesar de ter passado por obras estruturais recentemente, o aeroporto de Guarulhos (SP) caiu de 12º para 14º lugar no ranking. “As melhorias feitas até agora se restringiram ao Terminal 3, que é internacional. Quando o restante do aeroporto for modernizado, a tendência é que a avaliação dos passageiros também melhore”, disse Moreira Franco.

Confins (BH) também caiu de posição do 3º para o 7º lugar. “Provavelmente, a percepção do passageiro foi influenciada pelas obras e isso o fez cair de posição, uma vez que os itens mais criticados foram conforto e barulho no terminal”, explicou o secretário executivo da Sac, Guilherme Ramalho.

O Aeroporto de São Gonçalo do Amarante (RN), inaugurado em junho de 2014, fez parte da pesquisa pela primeira vez e só foi avaliado pelo período de um mês, não sendo possível fazer comparativo com anos anteriores. No período em que foi avaliado, o aeroporto recebeu 4,2.

Perfil do passageiro

A pesquisa traçou também um perfil do passageiro que passou pelos aeroportos. Dos 15.856 entrevistados, 66% viajaram dentro do Brasil e 34% para o exterior. Segundo o levantamento, 63% viajaram a lazer e 31% a negócios. A maioria dos passageiros tinha entre 26 e 45 anos. Pouco mais de 9 mil pessoas estavam se deslocando sozinhas e cerca de 4 mil acompanhados de apenas uma pessoa.