A ex-chefe da UTI do Hospital Evangélico, Virgínia Helena Soares de Souza, será transferida de cela na tarde desta sexta-feira (8), já que, como possuí formação superior, tem direito a uma sela especial e deve ter uma surpresa. Em nota enviada à imprensa, o advogado de Virgínia, Elias Mattar Assad, disse que levará flores para a médica em homenagem ao dia da mulher.

“Não é um demônio que defendo e sim uma mulher brasileira que a Constituição Federal manda presumir inocente, até julgamento final”, disse.

Vírginia será transferida do Presídio de Piraquara para o Centro de Triagem 1 (CT1), também no município da região metropolitana. Segundo Assad, cada funcionária do CT1 também irá receber uma rosa.

O advogado informou ainda que o habeas corpus a favor de Virgínia, provavelmente será julgado na próxima quinta-feira (14) no Tribunal de Justiça do Paraná.