Em cumprimento a um mandado de busca e apreensão, policiais do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) apreenderam neste sábado (26/01) 236 pássaros, entre silvestres e exóticos. Os animais eram mantidos em cativeiro em uma casa localizada no bairro Pilarzinho, em Curitiba. Um pessoa foi presa.

De acordo com o capitão Durval Tavares Júnior, comandante da 1ª Companhia do BPMA, a polícia recebeu denúncias de que em uma casa na rua José Eduardo dos Santos pássaros estavam sendo mantidos em cativeiro de forma inadequada e sem a documentação correta.

De posse dos mandados, os policiais se dirigiram até a residência, por volta das 7h, e realizaram as apreensões. “Localizamos 176 pássaros exóticos como calopsitas, tomba, piriquitinho e aves argentinas, além de 60 pássaros silvestres como curió, sabiá preta, azulão, trinca ferro e papagaio”, relata o capitão Tavares.

Segundo o capitão, o local estava completamente abandonado. “Os pássaros estavam sem comida e mal tratados. O mau cheiro era muito forte e a sujeira visível. Encontramos ratos mortos, dois coelhos e duas aves também em estado de decomposição”, informa Tavares.

O responsável pela residência, um homem de 56 anos, afirmou aos policiais que apenas criava os pássaros. Ele foi autuado e encaminhado à Delegacia do Meio Ambiente e terá que pagar uma multa de aproximadamente R$ 115 mil.

Os dois pássaros encontrados mortos foram levados para a criminalística para serem analisados. “Encaminhamos as aves silvestres para o Centro de Triagem de Animais Silvestres. O destino das aves exóticas deve ser decido pela Justiça”, explica o capitão Tavares.