Segundo o boletim da dengue da secretaria estadual da Saúde, caiu o número de municípios paranaenses com epidemia da doença nesta semana. Quinze cidades saíram da lista, pois tiveram uma queda significativa no número de casos confirmados nos dois últimos meses. A maioria desses municípios passou pelo auge da epidemia da doença entre janeiro e fevereiro deste ano.

“Os dados mostram que o trabalho integrado entre o poder público e a população pode conter uma epidemia de dengue. Contudo, ainda há muito que ser feito e todos devem se manter vigilantes para que a doença não retorne com força maior”, alertou o secretário da Saúde, Michele Caputo Neto.

NÚMEROS – De agosto de 2012 até esta segunda-feira (22), o Paraná registra 27.081 casos confirmados de dengue. Destes, 106 evoluíram para a forma grave da doença e 12 pessoas morreram. A nova morte confirmada nesta semana é de uma moradora de Campo Mourão, que tinha 22 anos de idade.

COMBATE – Dos 78 municípios que já enfrentaram epidemia neste ano, metade (39) ainda não registraram casos da doença durante este mês de abril. Embora os números sejam satisfatórios, Caputo Neto recomenda cautela, pois há cidades em que o número de casos ainda está aumentando.

Segundo o superintendente de Vigilância em Saúde, Sezifredo Paz, os recursos que o Governo do Estado destinou aos municípios durante a situação mais crítica da dengue possibilitou que as prefeituras reorganizassem a retaguarda de combate à doença.

“Vimos que as mudanças nas administrações municipais também refletiram na situação da dengue no Estado. Houve municípios que demitiram seus agentes de endemias em dezembro e só puderam recontratar as equipes com os recursos do VigiaSUS”, destaca Sezifredo.

O programa VigiaSUS, do Governo do Estado, foi lançado em fevereiro deste ano para qualificar as ações vinculadas à vigilância em saúde, como é o caso do enfrentamento da dengue. No total,86 municípios receberam recursos antes mesmo do lançamento do programa por conta da situação crítica da dengue.

O VigiaSUS está investindo R$ 47 milhões nesta primeira fase, com repasses de no mínimo R$ 60 mil para cada município do Estado. Nunca na história do Paraná um governo investiu tanto na área de vigilância, segmento importante para a proteção da população.

Veja a lista de cidades que saíram de situação epidêmica:

Santa Fé

São João do Caiuá

Formosa do Oeste

Ubiratã

Marialva

Terra Roxa

Peabiru

Fênix

Japurá

Quinta do Sol

Terra Rica

Primeiro de Maio

Amaporã

Nova Londrina

Goioerê