Quanto vale uma vida?

Falando de Segurança

Por Cel. Jorge Costa Filho

 

Felipe foi morto enquanto vendia churros – reprodução Banda B

O nosso bem mais precioso, a vida humana, está a cada dia valendo menos e deixando famílias inteiras sem seus entes queridos e na maioria das vezes, além da perca, ainda tem sua estrutura financeira esfacelada pois ficam sem aquele que lhes provia o sustento.

Em contrapartida, quem mata e vai preso, em muitos casos ainda recebe o auxílio reclusão que hoje paga R$ 1.292,43 como recompensa por ter tirado uma vida, enquanto que o trabalhador tem que trabalhar o mês inteiro para ganhar um salário mínimo de R$ 937,00.

Pelo menos é isso que percebemos quando vemos os noticiários relatando diariamente a vida de pessoas de bem que são mortas por assaltantes.

Recentemente vimos um trabalhador, vendedor de churros que teve sua vida tirada durante um assalto por R$20,00 reais, onde o assaltante por não se sentir satisfeito em roubar tudo que o homem tinha, mas que achou pouco, ainda tentou levar o veículo que o mesmo usava vender os churros para complementar a renda de sua família e poder lhes dar um pouco mais de conforto.

E o mais triste é que temos a certeza de que este tipo de crime está aumentando e a punição dos que cometem continuarão impunes.

Quer seja porque a polícia não consegue prendê-los, e quando o conseguem, a nossa legislação e a estrutura que o Estado tem, não consegue fazer com que o processo seja levado até o final e o responsável pague pelos seus crimes.

E essa impunidade que sempre faço questão de falar é a responsável pelo aumento da violência dos marginais contra os cidadãos de bem, que por medo, estão cada dia, mais trancados em suas casas e os marginais cada dia mais livres e violentos.

A nível nacional vemos uma briga entre os poderosos, mas não para melhorar o país, mas apenas para definir quem ficará com o poder e dessa forma continuarem a usar os cargos que o povo lhes conferiu através do voto para continuarem a se beneficiar dos acertos e ficarem cada dia mais ricos.

Por isso o povo tem que prestar muita atenção no que está ocorrendo em nosso país para criarem uma consciência e identificarem os que estão preocupados com o povo e com os que estão preocupados apenas com o poder, pois somente quando tivermos representantes sérios, teremos como começar a reverter esse quadro de violência que no final quem acaba “pagando a conta” é

apenas o cidadão comum que trabalha e recolhe os impostos, que em sua grande maioria são usados de formas erradas e uma boa parcela é desviada através da corrupção Para tirar dúvidas mande um e-mail para [email protected] e para ver outras matérias, acesse www.coronelcosta.com.br

Notícia Relacionada:

Vendedor de churros morto em assalto faria 25 anos hoje; “Aniversário do meu filho e o velório dele”, desabafa a mãe

Notícias relacionadas

Os comentários estão fechados.