Liberdade de expressão ou baderna?

Falando de segurança

Por Cel Jorge Costa Filho

martin

 

As manifestações nos colégios estaduais acabou, mas agora o problema é na UTFPR e na UFPR, onde alguns poucos manifestantes estão impedindo muitos de estudarem.

Chegaram ao cúmulo de interditarem uma rodovia e prejudicaram o direito de muitos trabalhadores.

Será que esses pretensos estudantes chegaram a ler a PEC 55 – Reforma do Ensino e a PEC 241 – Controle de Limite de Gastos, ou estão apenas sendo massas de manobra para interesses políticos.

Ouvindo o comentário do jornalista Luiz Geraldo Mazza sobre esses manifestantes, resolvi escrever esse texto, e assim como ele, também devemos nos perguntar. Se estão fazendo algo democrático, porque se escondem atrás de máscaras como marginais.

Será que são todos realmente estudantes?

Todos dizem que democracia é poder se expressar, mas se alguém quiser manifestar-se em frente a Casa Branca(USA), é permitido, desde que obedeçam os horários estabelecidos pelas autoridades, e caso alguém permaneça depois desse horário é preso e autuado pela polícia. Aqui manifestantes bloqueiam uma rodovia e a Polícia Rodoviária Federal apenas observa, e no final nunca se vê ninguém ser autuado ou responsabilizado.

Da mesma forma em qualquer manifestação, independente do que façam, ao final ninguém é responsabilizado. Essa falta de postura do Estado propícia esses abusos e falta de critérios, pois qualquer um pode fazer o que quiser respaldado pela impunidade.

Por isso a frase de Martin Luther King tem tudo a ver com o comportamento e abusos dessa minoria e da omissão de muitos.

Não é admissível que num país que quer demonstrar ser sério, aconteçam esses tipos de comportamentos onde alguns prejudicam milhares.

E nunca esqueçam que a participação de cada um é fundamental para a melhoria do todo.

Para ver outras matérias, acesse www.coronelcosta.com.br









Notícias relacionadas

Os comentários estão fechados.