ÍDOLO OU TREINADOR?

O que o Coritiba precisa, um ídolo ou um treinador?

Pachequinho, inegavelmente, um dos maiores ídolos da história alviverde divide opiniões dentro da torcida.

Vivemos um período doloroso na década de 90. Um dos responsáveis pelos momentos felizes da época, Pacheco surgiu como um xodó da torcida e acabou virando uma unanimidade como jogador.

Os serviços prestados por ele, jamais serão apagados da história e principalmente da memória da grande massa Coxa Branca.

O tempo passou, ele parou de jogar, começou a trabalhar na formação de atletas da base e por uma grande necessidade, assumiu o cargo de treinador. Como interino, ajudou muito o Verdão a se livrar do rebaixamento do campeonato brasileiro.

Depois da primeira oportunidade como técnico do time principal, ele não foi efetivado e outros profissionais assumiram essa responsabilidade. Falou se então, que havia um projeto futuro para ele.

Segundo o que a diretoria informou, Pacheco foi fazer estágio na Europa para se preparar para comandar o elenco alviverde em definitivo.

Pois bem, desde a demissão do Carpegiani, ele vem fazendo um trabalho como comandante do time principal.

Suas atuações, vem sendo colocadas a prova em um campeonato fraco e desorganizado.

Na última rodada, não tivemos poder de reação para reverter um placar desfavorável contra o Cianorte.

Infelizmente, temos que tirar conclusões baseadas no que ouvimos, pois a partida não foi transmitida pela televisão.

O que foi dito, é que não conseguimos agredir o adversário, que não temos um sistema de jogo definido.

Pode se alegar que o treinador pegou o barco andando, mas por outro lado, ninguém conhece mais o nosso elenco do que ele próprio.

Será que o Pachequinho tem a capacidade necessária para ser treinador de futebol?

Será que não estamos exigindo um resultado que ele não poderá nos entregar?

Será que comparar o que ele foi dentro de campo com o que ele é fora dele não é demais?

Penso que as histórias tem que serem separadas para o bem do clube e do ídolo.

Penso também, que ele deveria voltar pra base e trabalhar forte na formação de atletas.

Fico muito triste quando vejo torcedor falando mau dele, afinal, eu vivi a década de 90 e sei muito bem o que ele representa para o nosso clube.

Vamos preservar o Pacheco, vamos eternamente agradecer e homenagear ele por tudo que sempre fez, porém, pensando no clube, precisamos de um treinador profissional para um elenco profissional.

 

SAV.

MARCÃO!

12935312_964597753647231_304125787_n

 

Notícias recentes

Os comentários estão fechados.