Pachequinho avalia superioridade da equipe e lamenta chances perdidas em derrota para o Fluminense

Por Guilherme Coimbra com informações de Osmar Antônio

Pachequinho lamentou chances perdidas em derrota para o Fluminense no Couto Pereira (Divulgação/Coritiba)

O Coritiba foi derrotado pelo Fluminense, por 2 a 1, neste domingo (16), no Couto Pereira e desperdiçou a chance de se aproximar do G6 do Campeonato Brasileiro. Após o jogo, o técnico Pachequinho analisou a equipe como superior ao adversário na partida e lamentou os erros pontuais que resultaram em mais uma derrota alviverde no Alto da Glória na competição.

“Todos estão chateados. Principalmente pelo resultado e também pelo que nós criamos e fizemos no jogo de hoje. Não sei qual é a análise de vocês, mas, na minha opinião, pelo que aconteceu no jogo, com certeza o Coritiba deveria sair com a vitória. O futebol te pune algumas vezes se você tem as oportunidades e acaba não concluindo por um motivo ou outro. O adversário foi efetivo. Veio talvez por uma bola e conseguiu duas situações. No primeiro gol, até acho que conseguiu criar. No segundo, tivemos um erro que permitiu a circulação do Fluminense no nosso campo e a bola ainda desviou, enganando o Wilson”, comentou o treinador em entrevista coletiva.

Pachequinho reiterou a necessidade de ter mais movimentação e saber se comportar com e sem a bola nas partidas e comparou a atuação com a goleada da última semana, por 4 a 1, contra o Avaí, mas lamentou a ausência de efetividade na hora de concluir ao gol. “É aquilo que eu venho falando, nós temos que jogar bem e vencer. É claro que um jogo ou outro você vai ter a dificuldade do adversário, mas não pode deixar ele jogar. Tem que produzir e ser uma equipe competitiva sem a bola. Nós fizemos contra o Avaí o que fizemos hoje. Tirando o jogo do Sport, que não conseguimos ter o mesmo rendimento, nos outros jogos nós tivemos o comportamento de querer vencer e buscar a vitória e hoje tivemos duas oportunidades antes do gol deles e, quando você tem a chance, tem que matar”, afirmou.

O comandante alviverde mostrou preocupação com as duas derrotas consecutivas no Alto da Glória e quer a equipe tendo seu mando como fator importante para pontuar dentro do Brasileirão. “Com relação à sequência sem vitórias em casa, claro que preocupa. Temos que fazer valer o mando de casa. O Coritiba sempre foi forte dentro do Couto Pereira e tem que continuar sendo. O que a gente lamenta é que, o nosso comportamento hoje era ser forte e vencer. Quis o destino que a bola entrasse, que o adversário tivesse mais competência na hora de finalizar”, finalizou.

O Coritiba volta a campo na próxima quarta-feira (19), às 21h, contra a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, em Campinas, em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Confira a entrevista coletiva do técnico Pachequinho:

Notícias relacionadas

Os comentários estão fechados.