Após empate, Cristian de Souza destaca equilíbrio defesa-ataque como seu maior desafio no comando do Paraná

Por Guilherme Coimbra com informações de Felipe Dalke 

 

Cristian de Souza avaliou falta de equilíbrio no início do trabalho no Paraná (Monique Vilela/Banda B)

O equilíbrio da produtividade dos setores da equipe tem sido um dos grandes desafios do técnico Cristian de Souza no comando do Paraná Clube. Após o empate sem gols diante do Paysandu, nesta sexta-feira (19), na Vila Capanema, pela segunda rodada da Série B, o treinador paranista avaliou a atuação do time diante de um adversário bem postado e ressaltou a importância de uma evolução para buscar um ataque mais efetivo.

“É normal para qualquer equipe quando a outra vem com uma postura mais defensiva, diminui espaço. Ser protagonista do jogo é sempre mais difícil. Jogando em contra-ataque e transição, você muitas vezes consegue ter pouca posse, mas um certo controle do jogo, mesmo não tendo a bola. É a característica da equipe. Nós temos bons jogadores lá na frente, nós temos a capacidade de ser mais efetivos ofensivamente. Esse era um desafio do Wagner [Lopes] e tem sido o meu também”, comentou em entrevista coletiva após a partida.

Cristian de Souza destacou a ausência de tempo de treinamento como crucial para retardar a correção dos problemas apresentados pelo ataque nas primeiras rodadas da Série B, mas revelou pedido aos jogadores por maior infiltração na defesa adversária. “O trabalho é sempre pautado no intervalo de partida. Vale ressaltarmos que jogamos hoje o nosso terceiro jogo em seis dias, então não tivemos obviamente tempo para treino de campo. Essa palavra infiltração, que eu estou pedindo muito para eles em nossas conversas, para termos mais posse no campo do adversário”, afirmou.

Com cinco dias para se preparar, o Paraná agora vira a chave para o duelo diante do Atlético-MG pela Copa do Brasil. “Nós criamos e inúmeras vezes entramos na área deles. Quando entra na área, as chances de fazer gol são maiores. Algumas vezes conseguimos finalizar e isso mostra que estamos tendo com o passar dos jogos um volume maior. Agora, esquecemos um pouco a Série B e vamos focar neste jogo difícil e que vale muito para o nosso ano, contra um adversário importante”, concluiu o treinador.

O Paraná volta a campo na próxima quarta-feira (24), contra o Galo, às 21h45, no Couto Pereira, pelo confronto de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

 

Confira a entrevista coletiva do técnico Cristian de Souza: 







Notícias relacionadas

Os comentários estão fechados.