rafinha tchau

Quando publiquei a coluna de ontem, já sabia que só faltava a decisão do próprio Rafinha se ficaria aqui ou não.

Sempre declara amor ao Coritiba mas na prática, sabemos que não é assim que funciona.

Não temos dinheiro para traze-lo, não podemos fazer loucuras.

Além de salários, ele queria mais R$ 10.000,00 por jogo.

A diretoria na minha opinião, agiu da maneira mais correta possível. Em um passado recente, aceitamos pagar uma verdadeira fortuna para os nossos padrões, só para termos um ídolo jogando aqui. Por consequência, não conseguimos pagar os salários, faixas entraram em campo, enfim, um verdadeiro desastre.

Para o Rafinha, que antes de chegar aqui, teve uma brilhante carreira, Portuguesa (2002); São Paulo (2003 a 2004); Santo André (2005); Grêmio (2006); São Caetano (2007 e 2008); Goiás (2008); Paraná (2009). Apesar de ninguém lembrar dele em nenhum desses clubes.

Rafinha, espero que seja muito feliz nas Marias, pois para mim, você não vai passar de uma.

A foto, é pra lembrar que você com a sua atitude, virou as costas para quem um dia te projetou e acreditou em você.

Quando passar dos 35 anos e achar que pode vir aqui encerrar a carreira, prometo que farei campanha para que isso não aconteça.

Dessa vez, não será nem um tchau nem um até logo. Dessa vez falo em caixa alta. ADEUS RAFINHA.

Obrigado pelo que fez um dia e passaremos o título de ídolo a alguém que realmente mereça.

SAV.

MARCÃO.

12935312_964597753647231_304125787_n