Não houve um atleticano sequer que não foi às lágrimas com a vitória maiúscula, histórica e emblemática de sábado no Janguito. Um jogo que ficará marcado como aquele jogo que nos levou de volta à primeira divisão nacional. Assim como infelizmente aquele contra o Grêmio em 2004 marcou a fuga do bicampeonato brasileiro pelos dedos, a vitória de sábado ficará marcada pela vitória do acesso. Um jogo memorável, a batallha do Janquito talvez mereça um DVD especial. Tomamos um gol logo de cara, sempre que reagíamos, tomavámos novamente uma ducha fria, quando parecia que íamos vencer após a virada no 4 a 3 Drubscki se equivoca ao trazer o time para trás colocando o Derley e, como castigo assim como foi em Goiânia contra o Goiás, tomamos o gol, agora que nos tiraria a vitória. Mas agora era pra ser diferente e no último lance, na última bola, depois de três tentativas o véinho estufou as redes, delirio no Janguito, emoção à flor da pele e a convicção de todos que estavam no estádio que vamos subir.

A fragilidade da defesa que precisa ser corrigida, a falta de coragem do técnico e a surpreendente insegurança do goleiro são deixadas de lado nesse momento, é assunto pra depois, o que fica é a emoção de uma vitória de quem vai subir, o que fica é o orgulho de ser atleticano, é a emoção de saber que fomos abençoados naquele momento porque fizemos por merecer.

Obrigado aos Deuses da bola por um sábado memorável.

SAUDAÇÕES RUBRO-NEGRAS!