A vergonha não é só com o péssimo futebol do time contra o Goiás. A vergonha é com todo o conjunto da obra. O presidente não está nem aí pro time, contratou um técnico sem marca, que não representa nada, contratou um técnico pra ser pau mandado, o diretor de futebol diz que escala o time e não sabe nada de bola, nem atleticano é, é um “profissional”, e parte da torcida também é uma grande decepção, porque infelizmente vejo muitos atleticanos torcendo contra, parece que querem que tudo de errado pra dizer ” viu, eu falei que com esse time e esse presidente não ia dar”, gente que parece torcer mais pelas suas teses do que pelo time, e aí deixam de ir ao estádio ou de torcer à favor, isso também é uma vergonha.

Mas claro que a vergonha maior vem de cima. Já disse e repito Petráglia que abra o olho, pois assim como já tiramos ele do clube uma vez e o reconduzimos, podemos tirá-lo novamente, porque o ATLÉTICO é sua torcida, é seu povo.

Priorizar todas as atenções ao futebol pra que a reação aconteça agora, já, não podemos mais esperar. Contratação de dois laterais de verdade, um meia e pelo menos um atacante de respeito, presidente no dia a dia do time e não só da obra, presidente no vestiário em todos os jogos pra que não se repitam desmandos como a cena ridicula do “seo” Fernandão saindo de campo andando ao ser substituido aos 40 do segundo tempo com o time precisando do resultado, uma demonstração nítida de falta de comprometimento, uma ação de marketing mais agressiva priorizando a volta pra elite e não só a tal obra da Baixada, baratear os ingressos de verdade pro povo do litoral, cuidar desde já do gramado e, fazer esse time jogar, respeitar a camisa.

Se a diretoria não acordar, o bicho vai pegar, podem acreditar!!

SAUDAÇÕES RUBRO-NEGRAS!