Já disse e repito, o trabalho era promissor, o time começou o ano mostrando que teria uma temporada positiva, mas aí desmancharam tudo.O time que começou bem o estadual, que fez bons Atletibas ( perdeu o título no penalti), ganhou duas do Cruzeiro ( hoje lider da série A), ganhou duas do Criciúma ( hoje muito bem na série B) e que começou a segundona se impondo e atropelando o Joinville na sua própria casa por 4 a 1 era decantado pelos “entendidos” como muitooo fraco, que precisava de reforços, que o Carrasco era isso e aquilo e não ia subir de jeito nenhum. Pronto, demitiram o trabalho da comissão que estava desde janeiro, contrataram Fernandão, Tiago Adan e outros e tiraram a alma da piazada, tirando Ricardinho, Furlan, Harrison e outros. Parece que tudo foi jogado fora e a contratação do tal “Drubski” foi uma burrice ou um desleixo ainda maior.

Estive em Fortaleza e vi de perto um time desalmado, desarrumado e desanimado. Longe, muito longe do time de Carrasco, muito inferior, não digo tecnicamente, aí é mesma coisa, mas sim de personalidade, de tesão e de espirito de time grande que a comissão anterior tinha conseguido dar ao time.

Preocupante. Petráglia estava lá dessa vez e se ainda sofre pelo ATLÉTICO espero que tome atitude já, porque viu o que vimos, um ATLÉTICO sem nenhuma condições de subir.

Mas tenho certeza de uma coisa, vamos mudar o rumo, porque senão deixaremos de ser respeitados como ainda somos, impressionante como os cearenses falam bem e respeitam a grandeza do nosso ATLÉTICO, todos desde dos taxistas até os atendentes no comércio, torcedores, todos surpresos com a fragilidade do time atleticano, dito por todos como um dos grandes do futebol brasileiro. Temos que ter responsabilidade, não podemos jogar a bolinha que estamos jogando com a camisa que temos. Basta!!

E o técnico? Quem é? Quem escala? Afinal, no segundo tempo Pablo voltou a ser lateral direito assim como na era Carrasco que tanto os “entendidos” criticavam.

A torcida do Ceará que estava atrás do ATLÉTICO na tabela encheu o estádio e jogou pra caramba, foi determinante no resultado, a imprensa então, desde do dia anterior era só motivaçao, chamando a torcida e torcendo à favor ( fiquei com inveja), mas alguns dos nossos jogadores pediram a torcida do lado no próximo jogo, mas como jogamos fora de Curitiba é obrigação da diretoria fazer algo diferente pra esse jogo. A reação não pode esperar, é necessário ingressos a preço mega popular pro povo do litoral, é necessário mobilizar a torcida daqui e é preciso ter novidades no elenco ainda essa semana.

SAUDAÇÕES RUBRO-NEGRAS!