Muitas emoções em 2016. A tristeza coletiva com o acontecido com a Chapecoense foi a mais marcante, assim como o legado deixado por ela, de que devemos aprender, amar e tolerar sempre e valorizar a vida cada dia com mais intensidade e fé em algo muito maior do que as bobagens que muitas vezes perdemos tempo.

Emoções como as que vivi no Couto Pereira ao ver torcedores rivais juntos jamais esquecerei e deixarei de levar em frente.
Vivi emoções incríveis com meu ATLÉTICO, um ano vitorioso. Campeão estadual e classificado pra mais uma Libertadores. O FURACÃO terá parada dura pra entrar na fase de grupos, mas está se reforçando com sabedoria e vai entrar forte na briga. Apenas um clube será o campeão e ninguém sabe quem será, mas o FURACÃO está no bolo e só pode sonhar quem ali está.

Muitos aprendizados, emoções, alegrias e quase nenhuma tristeza, assim descrevo o meu 2016. E com muita fé que o ano que vem por aí será ainda melhor.

Sempre fui um otimista, mas em 2016 aprendi ainda mais a olhar com esses olhos pra vida. Nada que nos acontece é ruim, tudo é bom, tudo é presente, tudo é dádiva, somos nós que não sabemos interpretar e com nossa fragilidade e fraqueza olhamos de maneira equivocada.

Aos atleticanos mais um natal especial. Neste dia 23 comemoramos 15 anos da nossa maior conquista. Orgulho e emoção de relembrar sempre aquele título fantástico!

Feliz Natal e um grande abraço pra todos que de alguma maneira me acompanham e fazem um pouco parte da minha vida!

E um 2017 ainda mais abençoado!

BINHO ASSUNÇÃO!