Marcos Malucelli disse que quem não estiver comprometido deve deixar o ATLÉTICO. Em 2011 ninguém esteve menos comprometido do que o próprio Malucelli, portanto acho que ele deveria ter sido o primeiro a sair. Mas como a Inês é a morta, então vamos acreditar que agora vai?

Acho que Mádson apesar de técnicamente acima da média nesse atual time atleticano não vinha resolvendo na mesma proporção da quantidade de problemas que trazia. Então não vamos perder nada, talvez possaaté fazer bem,se os outros jogadoresentenderem com isso que é preciso estar comprometido com a causa atleticana pra salvar o FURACÃO da degola.

Já Paulo Rink é sem dúvida um dos maiores ídolos de nossa história comojogador, mas como dirigente não foi nada mais do que uma grife apenas, nada mais.

Sempre esteve ausente e no último domingo em Floripa foi a gota da água. Jogatina ao invés de concentração, passou ao time falta de comprometimento. Pegou mal.

Concordo com as saídas, apesar de achar que na prática pouco mudará.

SAUDAÇÕES RUBRO-NEGRAS!