O resultado de 1 a 0 pro FURACÃO na primeira das quartas de final deixou as duas torcidas com fé na classificação. O torcedor paranista claramente saiu satisfeito, confiante no momento do time e conhecedor da força tradicional do ATLÉTICO em casa ficou feliz em perder pelo placar minimo na Baixada e agora decidir em casa.

Já o atleticano com certeza queria mais e pelos mesmos motivos. Mas como o ATLÉTICO poderia vencer alguém por mais do que de 1 a 0? Com essa configuração tática e com essa ideia de jogo parece impossível. Falta criatividade no meio de campo e principalmente dar velocidade ao jogo quando se retoma a bola. O time atleticano está bitolado em cadenciar a partida, mas isso em demasia faz perder a audácia e o time parece acomodado.

O atleticano se apega pra confiar na classificação no histórico copeiro do time atual. Placar minimo tem sido suficiente quando se está no mata-mata. O ATLÉTICO sabe “sofrer”,termo da moda, e encarnar o espirito copeiro na casa do adversário tem sido a única coisa boa que esse time tem feito até aqui em 2017.

BINHO ASSUNÇÃO!