Um a zero parece magro. Também parece ótimo quando lembramos o pouco que o ATLÉTICO criou e a bola na trave que tomou.

O time estava nitidamente preocupado em não tomar gol, então objetivo foi alcançado. Existe vantagem pro jogo da volta, por mais que ela pareça pequena ela existe e pode se tornar gigante caso o FURACÃO faça um gol na Colombia.

Gol esse que o ATLÉTICO não fez nas quartas da Sul-Americana quando ao ser derrotado por 2 a 0 pelo Luquenho foi eliminado. Venceu na Baixada por 1 a 0.

Que a história agora seja outra, tenhamos aprendido a lição e que em Medelin o time jogue muito mais do que jogou ontem.

Nikão que foi expulso aquela vez em Luque poderá ser fundamental na próxima quarta, mas em especial Thiago Heleno seria fundamental.

Sinceramente não entendo a escalação do Crisan, deve ser porque treina muito bem, certa vez assisti um treino e ele foi o melhor disparado, mas infelizmente nunca jogou o que treina.

Para quem o resultado de ontem foi bom só saberemos na próxima quarta-feira.

A noite foi de Libertadores e estar nela é sempre diferente. Foi uma noite especial.

SAUDAÇÕES RUBRO-NEGRAS
BINHO ASSUNÇÃO!