Depois de um empate preocupante a tarde no Janguito o FURACÃO foi abençoado com o também tropeço do São Caetano e se manteve entre os quatro primeiros. O empate aconteceu muito em função do estado do gramado e da chuva intermitente que atrapalhou muito o FURACÃO. O estado do gramado facilitou a vida de quem achou um gol numa bola parada e jogou só pra se defender, a chuva atrapalhou muito o time de mais qualidade e que queria vencer, a chuva equilibrou o jogo por baixo. Por isso considero o desempenho do time ontem atípico e o resultado também, tão atípico que o gol dos caras foi de goleiro, jamais havíamos tomado um gol de goleiro.

Mas como nossa torcida, nosso time e nossa diretoria tem feito por merecer esse acesso fomos abençoados a noite com o tropeço do nosso adversário pro lanterna dentro de casa. É que não nos demos por vencidos a tarde, quando ficamos noventa minutos tomando chuva mas cantando e incentivando e o juiz apitou o final do jogo vimos o presidente revoltado com uma arbitragem que parecia tendenciosa, ficamos revoltados com um empate fora de hora, mas sabíamos que ainda tinhamos uma missão nessa terça feira, secar o São Caetano. E fomos com toda força fazer nosso papel. E fizemos bem feito, secamos, secamos e secamos bem, os caras tropeçaram no lanterna e jogaram fora a oportunidade de nos passar.

Agora chega de água, sábado pra cima de outro paulista, se Deus quiser num campo seco pra vencer e continuar firme rumo à série A

SAUDAÇÕES RUBRO-NEGRAS!