O que era pra ser obrigação está se transformando em desafio. Subir pra série A já de cara era obrigação e responsabilidade do ATLÉTICO. Não sou apenas eu que dizia e digo isso e sim todos que conhecem um pouco da história do futebol brasileiro. Jamais em suas poucas participações em série B o ATLÉTICO ficou pior do que entre os quatro primeiros colocados, pra se ter uma idéia foi na semana passada que sofremos a primeira derrota em casa na história desse campeonato e, entre os vinte atuais participantes é ao lado do Guarani os únicos campeões brasileiros na elite, o ATLÉTICO é o clube paranaense que mais vezes jogou a primeira divisão e um dos mais recentes campeão do Brasil fora do eixo rio-são paulo, sem contar estrutura, grana, torcida e tudo mais que todos sabem, até os rivais. O ATLÉTICO até aqui não tem cumprido com sua obrigação, essa é a verdade. E quem não cumpre com suas obrigações não merece nada mais do que criticas.

O jogo em Campinas foi terrivel o resultado. Foram jogados fora três pontos. Foram jogados pela privada. Venciamos um adversário fraco, sem torcida, num campo neutro e já no segundo tempo tomamos uma virada inaceitável.

Cabe a esse novo grupo formado pelo Jorginho a reação, Jorginho pediu reforços e eles aí estão. São eles que precisam “calar a boca” de todos aqueles que dizem que o ATLÉTICO não subirá. Mas com a falta de atitude que ví no sábado fica dificil de confiar. São novamente oito pontos atrás do quarto colocado, está cada vez mais dificil. A instituição ATLÉTICO por toda a história que tem é sempre protagonista numa série B mesmo estando em nono lugar. Porque é pra essa camisa que todos olham,é do ATLÉTICO que todos cobram, é dele que os rivais tiram sarro por ainda não estar lá em cima, é do ATLÉTICO que todos esperam uma reação a qualquer momento e,quando demonstra qualquer sopro de que irá reagir é dele que os adversários tremem. Essa camisa é protagonista sempre, os jogadores que aí estão precisam entender isso.

Transformar o acesso em uma conquista não é o que eu esperava, mas pelas dificuldades impostas por nós mesmos é isso que está acontendo, subir está virando um desafio.

SAUDAÇÕES RUBRO-NEGRAS!