Atlético e Flamengo ficou no 1 a 1. Mas a mudança no comando técnico parece ter surtido efeito. Vimos contra o Flamengo um time menos estático e mais criativo. Obviamente não foi o trabalho do Eduardo em três treinamentos mas sim o comportamento dos jogadores. O astral estava diferente.

Com a mesma base de escalação vimos um ATLÉTICO mais solto, mais leve e chegando muito mais vezes ao ataque. A diferença no astral veio também das arquibancadas. Torcida apoiou e incentivou mesmo diante de alguns erros, esse é o comportamento que devemos ter nas arquibancadas.

Jamais vaiar durante o jogo. Cobrar com inteligencia, como fez a torcida ao levar uma faixa mostrando o caminho do gol ao time que não marcava há três jogos no caldeirão. A criatividade que faltava ao time até então, veio também das arquibancadas.

Digno de aplausos também foi o comportamento da massa ao ovacionar Grafite, cantando seu nome quando o gol não saia e ao ser substituído.

A torcida atleticana realmente é diferente da mesmice que se ve por ai. Sempre um passo a frente, sempre inovando.

O sentimento ao ir embora da Baixada ontem foi bom. Uma sensação de futuro promissor, de um time que vai nos dar a resposta e a subida na tabela logo virá.

BINHO ASSUNÇÃO!