o-escudo

Depois da derrota de virada para o Criciúma, é hora do Tricolor levantar a cabeça e fazer, enfim, valer o mando de campo. Desta vez o adversário é o Ceará, time que traz boas lembranças para a torcida Paranista. Quem não se arrepia só de lembrar daquele jogo contra a equipe cearense na Copa do Brasil de 2012? Pois é, que o clima daquele jogo possa se repetir e a torcida Paranista sair da Vila Mais Linda do Mundo com uma vitória.

As duas equipes já se enfrentaram 16 vezes, jogando em casa o Paraná conquistou três vitórias e cinco empates, e no retrospecto não teve nenhuma derrota em seus domínios. Somente em jogos da série B são três vitórias e três empates em casa.

Atualmente o Paraná Clube ocupa a 7ª posição, com 25 pontos, estando a quatro do G4 e a oito do Ceará que ocupa a 2ª colocação na tabela. Nos últimos cinco jogos o Tricolor da Vila teve duas vitórias, dois empates e uma derrota, enquanto o Ceará teve um empate, três vitórias e uma derrota.

Para esse jogo o técnico Marcelo Martelotte ainda não definiu se Lucio Flavio retorna ou não ao time titular. Se o mesmo não retornar, a formação inicial deverá ser a mesma que iniciou contra o Criciúma, com Nadson adiantado e Robson sozinho no ataque, tática essa que deu certo até aproximadamente os 30 minutos da etapa complementar daquele jogo.

Diferente das últimas equipes que o Paraná enfrentou em casa, o Ceará não joga retrancado, mesmo fora de casa. Isso pode ajudar o Paraná, assim esperamos, visto que o ataque passou em branco contra Avaí e Paysandu que vieram para Curitiba para somente garantir o empate.

Um provável 11 que entrará em campo neste sábado, às 19h00min, deverá ser composto por: Marcos, Diego Tavares, Leandro Silva, Alisson e Henrique Gelain, Basso, Jean, Murilo Rangel, Válber, Nadson e Robson.

O momento é de união!

Ok, o time perdeu em Criciúma de um jeito inaceitável, mas isso jamais poderá ser usado como desculpa pelo torcedor que quer ver o seu time no topo. Todo jogo é hora de ser um a mais em campo e apoiar o Tricolor do início ao fim dos 90 minutos, ainda mais jogando em casa. O horário não é ruim, então leve a família toda para a Vila Capanema e cante sempre, como se cantasse por 11. Faça da sua voz o combustível desse time que entrará em campo. Vista o manto sagrado e empunhe a sua bandeira.

Saudações Paranistas!

Elogios/sugestões/reclamações: @annastubert

SABOR-3