Por Felipe Dalke e Felipe Dutra

A final do centésimo Campeonato Paranaense foi emocionante e a vitória do Londrina sobre o Maringá nos pênaltis foi bastante sofrida pela equipe da Zebra, que teve uma das melhores campanhas da competição estadual. Após a partida, o técnico Claudemir Sturion elogiou o trabalho realizado pelo Maringá, porém, a atuação melhor do seu time fez com que o treinador lamentasse o resultado final.

Infelizmente, para Claudemir Sturion, o futebol é decidido nos detalhes e por isso a equipe do Maringá não saiu do Willie Davis campeã. “Fizemos um grande trabalho mas nós queríamos o título. Tivemos o tempo todo melhor dentro de campo mas no futebol, tudo é decidido por detalhes, podíamos ter feitos gols e acabamos não marcando”, admitiu.

Sturion lamentou chances perdidas pelo Maringá

Sturion lamentou chances perdidas pelo Maringá

Questionado sobre a superioridade de seu time durante os 90 minutos, o comandante maringaense confirmou mas garantiu que não pode mais lamentar a derrota. “A nossa superioridade não foi apenas nos 20 primeiros minutos, foi o tempo todo mas agora é refletir, não adianta ficar se lamentando. Temos que levantar a cabeça e trabalhar, porque é difícil perder esse título”, analisou ele.

Um dos melhores jogadores do Paranaense, o meia Léo Maringá também lamentou as chances perdidas, principalmente na primeira etapa. “Sabemos que nos pênaltis é complicado, ainda mais perdendo as chances de gol que tivemos e poderíamos ter acabado com o campeonato mas valeu pelo empenho e pela luta de um time novo que chegou na final da primeira vez que disputou”, disse Léo.

Agora, a expectativa de Léo é que a torcida continue apoiando o time, tanto na Série D quanto nas próximas competições paranaenses que o clube disputar, para que seja cada vez mais forte. “Basta a cidade não deixar apagar essa chama que se ascendeu com muita força e esperamos que os empresários sigam nos ajudando para continuarmos fortes”, finalizou Léo Maringá.