Confusão no Atletiba gerou punição aos clubes (Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo)

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (SJTD) marcou o julgamento do caso envolvendo Atlético e Coritiba no Campeonato Paranaense para a próxima sexta-feira (06), a partir das 10h. Os dois clubes foram punidos com perdas de mando de campo, mas só devem cumprir a punição, caso sejam mantidas, em 2019.

De acordo com o regulamento geral de competições da Federação Paranaense de Futebol (FPF), a entidade “somente executará a perda de mando de campo na partida que venha a ocorrer após decorridos dez dias do recebimento de comunicação da Justiça Desportiva que a impuser”.

Com isso, não existe prazo suficiente para o Atlético cumprir a perda de mando de campo na segunda partida da final do Campeonato Paranaense contra o Coritiba. A própria FPF já divulga em seu site a partida, do próximo domingo (08), na Arena da Baixada.

As penas ficariam para a próxima edição do Campeonato Paranaense ou ainda podem ser cumprida durante a Taça FPF, competição sub-23 realizada no segundo semestre. Ainda não tem a confirmação da presença de Atlético e Coritiba no torneio. No ano passado, nenhum dos dois participou.

Relembre o caso 

Atlético e Coritiba foram julgados pelo TJD-PR (Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná) pela confusão envolvendo suas torcidas durante o clássico realizado em 04 de fevereiro, no estádio Couto Pereira. O Rubro-Negro recebeu a pena mais severa, com quatro perdas de mando de campo e multa de R$ 65 mil. Já o Coxa perdeu dois mandos e ainda foi multado em R$ 37 mil. Com isso, os departamentos jurídicos de ambos os clubes entraram com o pedido de efeito suspensivo.