Confusão gerou punição maior para o Atlético. (Geraldo Bubniak/AGB)

O Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR) marcou o julgamento da confusão do clássico Atletiba, do dia 04 de fevereiro, que tirou inicialmente dois mandos de campo do Atlético no Campeonato Paranaense, para esta quinta-feira (08), a partir das 19h. O Furacão conseguiu efeito suspensivo até a data da nova audiência e ainda não cumpriu a pena que pode ser modificada.

No julgamento inicial, o Atlético foi condenado por maioria dos votos pela perda de mando de dois jogos e mais multa de R$ 17 mil. Segundo a denúncia, torcedores acenderam sinalizadores e lançaram quatro bombas, “devendo ser severamente punido com as sanções cabíveis para cada uma das infrações”.

Já o Coritiba também recorreu da multa recebida no mesmo valor de R$ 17 mil. O clube foi denunciado por ser o mandante do clássico e também por alguns torcedores jogarem uma bomba em direção a torcida atleticana. As denúncias foram nos mesmos artigo do rival e o Coxa corria risco de perder mando de campo.

Outro denunciado foi o auxiliar do Coritiba, Tcheco, que foi absolvido por unanimidade no primeiro julgamento. Ele foi expulso durante o clássico após reclamar com o assistente.